¡Bienvenidos a la comunidad! abierto las 24Hs...


Click para mas información en:
Usuarios online
contador usuarios onlinejuegosanuncioschistes
Escritores anónimos para nosotros mismos, para los que nunca van a saber si lo son, pero escriben ya que las letras son "obreras contra la angustia, amigas de nuestra prisión y el consuelo en los bosques de la desesperación..."(Letras)

El objetivo del sitio es poder mostrar en comunidad escritos, ya sean poesía, cuentos, prosas, monólogos, novelas y demás géneros literarios.

Los interesados, deben registrarse aquí en la pagina y así publicarlo con su propia cuenta, de esta manera podremos comentarlos y compartirlos con los demás autores.

IMPORTANTE: Al registrarse a PPAA estás aceptando estás 3 reglas del sitio:
Por cada post que publique dejar dos o mas comentarios en otro post.

No postear mas de una publicación al día.(el 2do post en un mismo día podría ser eliminado)

Las publicaciones que contengan solamente enlaces a blogs, sólo el titulo del texto o que sean re-publicadas también serán suprimidas, ya que es injusto para los demás autores, los que intercambian opiniones y participan


Recomendamos etiquetar los post con su nombre de usuario y el género literario. (Mas detalles click aquí)

También te invitamos a que visites nuestro nuevo espacio "Notas y Opinión", pensado para alojar artículos periodísticos, informes, recomendaciones, Reflexión, etc etc, rompiendo con las estructuras, un espacio de libre expresión.

Mail: poetasanonimosBLOG@gmail.com
FACEBOOK: https://www.facebook.com/poetasanonimossa

Saludos! Administrador ( Poetas Anonimos )

sábado, 2 de abril de 2011

A ESPERA DO AMOR

Estou só, e na solidão da noite eu penso em você e meu coração acelera minha ansiedade aumenta a cada segundo, estou só.----------Da janela de meu quarto, do quarto onde estou, quando estou, passo meus momentos olhando o que minhas vistas podem ver, deixo meus pensamentos viajarem ate você e imagino o que você possa estar fazendo e sonho.------Sonho com o momento em que voltarei a lhe ter a tocar em você, sentir teu calor o calor de teu corpo, beijar você. ---------Os dias passam é eu os conto hora por hora, minuto por minuto e vejo a hora se aproximar, a ansiedade aumenta a angustia cresse preciso lhe ver.
-------Em fim e chegada a hora, de viver o grande dia, o dia que aguardei com tanta ansiedade e eu conto as horas pelos minutos deste grande dia e eles se arrastam lentamente a cada segundo estou a olhar no relógio a angustia devora meu corpo, por fim os minutos da que la hora passam e vejo finalmente o momento tão aguardado chegar e eu me preparo, me preparo para receber você e matar toda a minha saudade.-------Meus olhos se prendem no olhar para a porta onde você surgira, dentro de meu peito meu coração agitado bate loucamente, minha mente diz e agora, e agora e meus olhos detidos a que la porta, porta de meu leito, ansiosos não lhe enxergam, olho pro relógio e com tristeza constato os minutos estão passando e você não vem.
-------Vejo as poucas horas que tenho pra ficar com você, poder lhe falar, tocar em você, matar toda a minha saudade, vejo estas horas passando e você não vem.-------Meus olhos se tocam com o sentimento de meu coração, e chora tua ausência e ferido pela tua ingratidão deixa surgir um inicio de revolta em mim.-------Por que, por que eu me pergunto, por que ela não veio, ela sabia da minha ansiosa espera, sabia da importância de sua presença, sabia de minha saudade, por que, por que, por que não veio, por que.------ A magoa tomou conta de mim, ela sabia de minha angustiante espera, sabia o quanto a solidão de estar ali preso a um leito de hospital me deixava ansioso por sua presença, sabia que eu só tinha ela com ela só tinha a mim nesta imensa cidade e mesmo assim não veio.
---------Não, não a perdôo, não tem desculpas, podia pelo menos ter ligado e procurado saber como estou, matar minha saudade pela metade ao ouvir sua voz mesmo não vendo teu rosto.------Todos estes dias na ilusão, ilusão de lhe ver.-----------Fechei meus olhos e deixei que a magoa tomar conta de mim, fiquei ali parado olhos fechados e coração acumulando sentimentos de revolta.------O relógio continuava a se mover e passaram alguns minutos eu na mais completa escuridão alimentando pensamentos ruins contra a pessoa amada quando uma mão tocou meu corpo e uma voz me despertou para a realidade.-------Abri meus olhos e vi que era ela que sorrindo me disse perdoe amor pelo atraso coisas de cidade grande.-----Meu coração se encheu de alegria, quando meus olhos enxergaram os dela, toda a angustia, toda a revolta desapareceu na que la hora, pois era tudo, tudo que eu precisava para me sentir feliz.
Visitem http://poetisando.ning.com

 
Comunidad News

Poetas Anónimos

Consigue este cartel de poetas anonimos

! POETAS ANÓNIMOS ! - "©-2008 ¡anónimos pero, más anónimos al menos!;
ir arriba